Criptografia alcançando mercados onde os bancos não podem


As criptomoedas tiveram um ano incrível, superando o $ 3 trilhões marca em um ponto em 2021. De acordo com Pesquisa Chainalysis, a adoção de criptografia aumentou em mais de 2300% em 2021, em comparação com 880% em 2020. Esta adoção foi observada principalmente em países em desenvolvimento da Ásia, incluindo Vietnã, Índia e Paquistão, provando que a criptografia tem sido facilmente acessível para países emergentes e subdesenvolvidos, onde os bancos não conseguiram criar um fundação adequada.

Com fácil acesso à Internet, a criptografia se expandiu para todos os cantos do globo, graças a seus recursos como transações rápidas e econômicas, transparência, propriedade total de dinheiro e forte privacidade. O flippening da TradFi começou com a criptografia chegando aos confins do mundo.

Bancos falham em alcançar bilhões

Os bancos sempre foram atormentados por muitos desafios. Um problema crítico é que a maioria dos bancos presta serviços por meio de intermediários que exigem altas taxas. Por exemplo, fazer uma grande compra de uma casa, carro ou terreno envolve um procedimento demorado com vários obstáculos a percorrer, incluindo advogados, notários e outros profissionais que custam um braço e uma perna.

Outra questão é que os bancos são centralizados, o que significa que são controlados pelas autoridades, levantando a possibilidade de desvalorização ou roubo. Além disso, a infraestrutura bancária de hoje é tal que serviços bancários estão inacessíveis para cerca de 1,7 bilhão de adultos em todo o mundo.

Da mesma forma, a lentidão com que operam os prestadores de serviços da TradFi, incluindo bancos, tem sido uma completa dor de cabeça para os clientes. Para piorar as coisas, vários bancos foram vítimas de diversos golpes e roubos de identidade. De acordo com Federal Trade Commission (FTC), aproximadamente 4,8 milhões de reclamações de roubo de identidade e fraude foram registradas em 2020 nos EUA, representando um aumento de 45% em relação a 3,3 milhões em 2019.

Crypto traz serviços financeiros para todos

Embora os bancos tenham mantido seu domínio na TradFi, eles falharam miseravelmente em alcançar uma grande fatia da população adulta. Felizmente, com o advento das criptomoedas, as finanças se tornaram muito mais acessíveis para as massas e estão bancando com sucesso os que não têm bancos e os que têm poucos bancos. A barreira de entrada para abrir uma conta bancária no TradFi foi substituída por carteiras criptográficas fáceis de configurar. Essas carteiras deram aos usuários acesso a todas as criptomoedas globais, empréstimos, fontes de receita adicionais, recursos de construção de riqueza e transferências fáceis de dinheiro para qualquer pessoa em qualquer lugar do mundo com apenas um smartphone.

Além disso, a tecnologia blockchain que sustenta as criptomoedas eliminou a necessidade de terceiros, reduzindo drasticamente o tempo necessário para liquidar as transações e os custos relacionados a elas. Além disso, devido à sua natureza descentralizada, nenhuma pessoa ou instituição é capaz de controlar, desvalorizar ou tirar os fundos dos consumidores, oferecendo-lhes controle total sobre seu dinheiro.

Um exemplo crescente de plataforma de criptografia que oferece fácil acesso a serviços financeiros por meio de criptografia é o Coinovy. Ele simplifica a criptografia para todos, tornando mais fácil comprar, vender e negociar com segurança. Ao mesmo tempo em que fornece transparência e eficiência às finanças diárias de ativos digitais, a Coinovy ​​também pretende criar uma ponte entre as economias criptográfica e tradicional.

Com seu aplicativo financeiro digital descentralizado, a Coinovy ​​está simplificando as transações fintech por meio de transações criptográficas (C2F), além de oferecer recursos semelhantes aos de banco para quem não tem banco.

Crypto Over Banks: uma alternativa viável?

O sistema econômico atual é altamente centralizado, pois os bancos têm controle total sobre a infraestrutura financeira global contemporânea. Eles estão dominando as economias da grande maioria dos países em todo o mundo. Embora tenha algumas vantagens, esse tipo de organização centralizada concentra muito poder nas mãos de uma única autoridade, o que pode resultar em graves crises econômicas.

No entanto, a criptografia pode resolver isso, já que a tecnologia por trás dela é baseada em confiança algorítmica e sua abordagem descentralizada pode ser uma alternativa melhor para o sistema atual. Com o advento do blockchain e da criptografia, o futuro das finanças seria mais transparente, rápido e seguro.

Últimas Notícias

Minha Sacola
Sacola